RADIO MM

FUTEBOL ENTRETENIMENTO E  MUSICAS DE  SUCESSO

Uma lição de carnaval

Dizem que a voz do povo e a voz de deus. Sendo assim Deus e o povo falou pelo enredo da Beija da Flor. Onde estiver Joãozinho Trinta deve estar orgulhoso. Foi primoroso. Um recado saído da maior festa popular do mundo para todas as mazelas que o povo brasileiro e especialmente do Rio de Janeiro estão passando. Roubalheira do dinheiro publico, racismo, intolerância religiosa, violência contra o cidadão, discriminação sexual, assédio, enfim tudo que a sociedade está passando aliada a total falta de responsabilidade dos governantes, onde um prefeito de ausentou da cidade e meio a uma poderosa crise de valores, num estado onde está provado que o governador não tem mais a menor condição de governar. Ainda bem que o Carnaval serviu através da Beija Flor para mostrar e cantar o lamento popular, doido, sofrido, saído das próprias entranhas.

Grande passo

A classificação para a próxima fase da Libertadores pelo Vasco, mostra que mesmo com o desmanche feito na saída de Eurico Miranda o time está vivo. Zé Ricardo  ostra que os anos em que passou na base seviram para que apredesse a trablahar na adversidade. Mesmo com a fragilidade do adversário se a equipe estivesse mal  ficaria por aqui na competição. Fora das semifinais da Taça Guanabara tem todo o tempo do mundo para se dedicar a Libertadores.

Sem o arbitro
de vídeo

Em reunião realizada na CBF por 12 votos a sete, os clubes decidiram não colocar o árbitro de vídeo esse ano no brasileirão. Foi um retrocesso já que iria ajudar em muito nos lances polêmicos do jogo. Parece até que os cartolas gostam da confusão que a arbitragem as vezes provoca. Quem gostou dessa decisão foi os árbitros de campo que não perderam poder nas partidas.Sandro Meira Ricci e outros continuam prestigiados.